Pages

quinta-feira, 5 de abril de 2012

PROJETO CRIA TRÊS CATEGORIAS PARA MOTOCICLETAS



BRASILIA - Tramita na Câmara o Projeto de Lei 3240/12, do deputado Roberto de Lucena (PV-SP), que cria três subcategorias para a habilitação de motociclistas - as subcategorias A1, para motos de até 150cc; A2, para motos de até 400cc; e A3, para todas as motos, sem restrição de cilindrada. Atualmente existe apenas a categoria A.




O autor ressalta que o objetivo de sua proposta é aperfeiçoar o processo de habilitação de motociclistas e, consequentemente, reduzir os acidentes de trânsito, envolvendo motocicletas e similares.



“É inadmissível que um jovem de 18 anos, com apenas 20 horas-aula de prática de direção realizadas fora das vias de tráfego normal, possa conduzir uma motocicleta com motor de mil cilindradas”, argumenta o deputado.



O autor cita dados do Ministério da Saúde para mostrar que os gastos com o atendimento de acidentados de motos e similares dobraram entre 2007 e 2010, alcançando R$ 180 milhões com 150 mil internações. A conta da Previdência com gastos de auxílio nesses casos chegou a R$ 8 bilhões, segundo ele.

Um comentário:

Pregopontocom@tudo disse...

Isso é coisa velha e requentada,já foi assim durante algum tempo depois foi abolido.Qualquer moto seja ele da qualquer cilindrada exige dois pontos de equilíbrio e são cruciais,o 1º é o equilíbrio físico e o 2º o emocional,inclusive isso vale também para os ciclomotores até 50cc que pela legislação atual dispensa a CNH para esses veículos.Não vai resolver e não vai adiantar absolutamente nada se não houver conscientização,educação e respeito ao veiculo e as leis de transito.Sou habilitado como motociclista a quase 40 anos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...